sábado, 12 de fevereiro de 2011

Esporte: Andrés Sánchez torna oficial a saída de Roberto Carlos do Corinthians

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, oficializou neste sábado de manhã o desligamento de Roberto Carlos do clube. O jogador foi apontado pela torcida alvinegra como um dos principais responsáveis pela eliminação do time na pré-Libertadores diante do Tolima, da Colômbia.

“Não será o primeiro nem o último. Ele é um cara com quase 38 anos. Por comum acordo, decidimos liberar. Tem uma proposta fabtástica lá fora”, explicou Sanchez.

A definição da saída do lateral ocorreu após uma reunião nesta sexta-feira em que participaram, além de Roberto Carlos, o presidente do Corinthians Andrés Sanchez, o diretor adjunto do clube Duílio Monteiro Alves e o agente Fabiano Farah.

Roberto Carlos alegou que não se sentia mais seguro após ter sofrido ameaças da torcida Gaviões da Fiel, que o elencou como um dos principais culpados da eliminação precoce do Corinthians na Pré-Libertadores.
O jogador relutou para admitir que deixaria o Corinthians. Em conversa com o meia são-paulino Rivaldo na TV Bandeirantes, Roberto Carlos disse que ficaria no clube apesar dos problemas de segurança. “Vamos continuar", disse. "Tem só meia dúzia torrando minha paciência, mas está tudo resolvido", complementou.

Mas desde que passou o problema de insegurança para a diretoria do Corinthians, a sua saída passou a ser questão de tempo. Desta forma, Roberto Carlos se junta a uma série de outros craques que vestiram a camisa do clube e saíram pela porta dos fundos ‘escorraçados’ pela torcida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário