quarta-feira, 15 de junho de 2011

Escândalo: Processo de Charlie Sheen contra Warner terá julgamento privado

Charlie Sheen não perde a chance de causar, mas no que depender da suprema corte de Los Angeles, o ator não conseguirá atenção assim tão fácil: o processo de US$ 100 milhões que Sheen move contra a Warner, referente aos seus problemas com a equipe da série “Two and a Half Men”, da qual foi demitido, será julgado por meio de arbitragem privada.

A decisão partiu do juiz Allan Goodman, que determinou, em função de uma cláusula no contrato do ator, que o assunto não precisa ser resolvido em um julgamento público – o que, obviamente, limita a cobertura da mídia e evita o possível circo que se formaria em torno da questão.

Os representantes e advogados do ator não comentaram a decisão, mas tanto a Warner, quanto o advogado de Chuck Lorre, o criador de “Two and a Half Men”, demonstraram-se satisfeitos. “Este assunto vai agora proceder de forma ordenada, como as partes haviam concordado”, escreveu o defensor de Lorre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário