segunda-feira, 23 de julho de 2012

Consequências: Após tiroteio, Warner estuda edição em filme sobre gângsteres

Preocupados com o massacre que aconteceu na estreia do novo filme do Batman na sexta-feira (20), no Colorado, dirigentes da Warner Bros disseram que pretendem editar as cenas violentas do próximo longa apresentado pelo estúdio, Caça aos Gângsters. Outra opção é a de alterar a data de lançamento do filme, estrelado por Sean Penn e Ryan Gosling, antes prevista para 7 de setembro. O caso deve ser discutido em uma reunião nessa segunda-feira (23).

Logo após o incidente de sexta-feira, a Warner Bros retirou os trailers de Caça aos Gângsters de circulação. O vídeo incluía uma cena em que homens abrem fogo com metralhadoras contra a audiência de um cinema. A empresa também suspendeu a estreia de O Cavaleiro das Trevas Ressurge em Paris e cancelou aparições do elenco no México e no Japão. Os resultados de bilheteria ficaram ligeiramente abaixo das projeções, mas ainda assim o filme arrecadou US$ 162 milhões nos Estados Unidos e no Canadá - terceira maior arrecadação em um fim de semana de todos os tempos, segundo fontes de Hollywood.

Especialistas do setor disseram que o público provavelmente iria superar rapidamente o tiroteio e os estúdios iriam agir como planejado. "Os espectadores não se fixam em incidentes isolados por muito tempo", disse Peter Sealey, ex-chefe de marketing dos estúdios Columbia, que agora chefia a empresa de consultoria do Grupo Sausalito. "O tempo de atenção do público não é muito longo para tais tragédias e eles não farão a conexão à medida que o assunto desaparecer de suas memórias", completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário